É um aventureiro corajoso? Então nos acompanhe neste post sobre Saltar de Bungee Jump. Conheça a história, os equipamentos e os melhores locais para praticar.

VOCÊ PODE ORGANIZAR SEU SALTO DE BUNGEE JUMP ONLINE PELA PLATAFORMA DO ADRENA.ME

História do Bungee Jumping

A origem do Bungee Jumping é cercada de histórias. A principal delas é uma lenda da tribo Bunlap.

Nesta história, uma mulher da tribo, durante sua fuga do próprio marido, amarrou cipós nos tornozelos e saltou de uma árvore, chegando ao solo em segurança. Enquanto seu marido, sem auxílio do cipó, morreu com a queda.

Desde então, os jovens da tribo escalam torres de madeira e saltam amarrados em cipós provando sua bravura!

Imagem de um homem que pertence a tribo Bunlap saltando de uma estrutura feita de madeira e com cipós amarrados em seus pés. Este é um ritual da tribo.
Ritual da tribo Bunlap – Fonte: National Geographic

O novo esporte

Em meados de 1979, o clube de esportes perigosos de Oxford, Inglaterra, apresentou ao mundo um novo esporte. Saltando da ponte Clifton em Bristol, amarrados – não por cipós – mas por elásticos apropriados para essa prática.

Mas o que de fato colocou o Bungee Jump na mídia mundial, realizando um salto perfeito na Torre Eiffel em plena luz do dia, foi o neozelandês A. J. Hackett.

Desde então a modalidade vem ganhando seu espaço, e já tem milhões de adeptos da aventura!

O que é saltar de Bungee Jump?

O princípio do Bungee Jumping é muito simples – assim como mostra a lenda da sua origem – com equipamentos especiais para a prática, basta prender uma ponta de um cabo elástico nos pés ou na cintura, fixar a outra ponta num local bem alto e saltar! 

A técnica que aparentemente é simples, conta com uma alta descarga de adrenalina e a parte mais difícil é ter coragem para encará-la.

O que pouca gente sabe é que, se seguido os procedimentos de segurança, a possibilidade de acidentes é praticamente nula

A principal modalidade do bungee jump é o salto no vazio de uma grande altura. Mas existem outros modos de praticá-lo.

Modelos de prática mais conhecidos:

  • Catapulta: é parecida com modalidade mais comum, mas nessa modalidade o ponto de origem é o chão. O esportista se agarra a corda que é esticada e quando chega ao ponto máximo ele é liberado no chão; 
  • Bungee run: consiste em correr na direção oposta à corda até que ela se estique ao máximo e após dar o seu máximo, o aventureiro “desiste” e volta ao ponto de início;
  • Torre gêmea: há duas torres, cada uma com um cabo levando o esportista entre elas, quando as cordas são esticadas ele é relançado; 
  • Trampolim: o aventureiro fica em trampolim e é encaixado em um arnês de corpo. Quando ele começam a pular, as cordas são encolhidas, permitindo um salto mais alto do que realizado em um trampolim sozinho; 
  • Mergulho SCAD (suspended catch air device): essa modalidade, o praticante é solto de uma altura sem corda para segura-lo e então ele cai em uma rede.

Os tipos de salto mais conhecidos são:

  • Arnês no corpo: é o mais comum dos saltos, onde a corda é presa na cintura
  • Arnês nas pernas: aqui é o salto de cabeça para baixo, com a corda presa nas pernas
  • Mergulho de andorinha: aqui você salta da plataforma semelhante ao voo de uma andorinha com os braços.

Por que saltar de Bungee Jump?

Saltar de Bungee Jump pode ser uma ótima forma de buscar novas sensações e aliviar o estresse. Além disso, por mais assustador que pareça, a prática deste esporte pode proporcionar coragem e confiança.

Mulher saltando de bungee jump com os braços abertos. A paisagem tem diversas árvores, um rio e um arco-íris.
Mulher saltando de bungee jump – Fonte: Klook

Não é uma atividade perigosa se for realizada em local apropriado, com equipamentos seguros e equipe profissionalizada. Hoje, já existem várias empresas de saltos que possuem a prática desse tipo de esporte.

Alguns dos benefícios dessa prática são ganhar coragem e confiança. É ótimo para quem busca novas sensações.

Dicas para Saltar de Bungee Jumping

Para os saltos de bungee jumping não há restrições de idade, contudo o peso mínimo é de 40 kg e deve-se sempre prezar pela segurança. Por isso existem empresas especializadas nesse esporte. Confira abaixo algumas recomendações: 

  • Dar preferência por ingestão de frutas e evitar comidas pesadas; 
  • Estar livre do efeito de álcool ou outros tipos de drogas; 
  • Não possuir doenças de coração, epilepsia, entre outras; 
  • Não ter passado por nenhum tipo de cirurgia recente; 
  • Utilizar sempre os equipamentos de segurança; 
  • Gestantes não podem realizar saltos; 
  • Não utilizar colares, brincos, piercings e outros acessórios; 
  • Alongar o corpo antes do salto.

Sabia que você pode organizar todo o seu rolê online? Prepare tudo online pela plataforma do Adrena.

Homem saltando de bungee jump, com os braços abertos. A imagem de fundo é um rio.

Locais para realizar o salto

Para saltar, você vai precisar de uma operadora que ofereça a experiência completa. Mas existem alguns lugares comuns para a atividade, sendo eles:

  • Guindastes;
  • Pontes;
  • Edifícios (com plataformas);
  • Torres;
  • Balões de ar quente;
  • Helicóptero;
  • Teleférico.

Equipamentos para a prática segura do Bungee Jump

Para que o salto de Bungee Jumping seja feito com a total segurança, alguns equipamentos são indispensáveis para realizar a atividade. Sendo eles:

  • Fitas tubulares de nylon 2000KN (safety line);
  • Cabos (Bungee cords);
  • Mosquetões de aço;
  • Cadeirinha de alpinismo (Seat harness);
  • Ankle harness;
  • Cabos de aço ou cordas estáticas 16mm para ancoragem;
  • Cordas estáticas 12mm para resgate;
  • Freio “Rack” para resgate;
  • Fitas tubulares de nylon para resgate;
  • Faca;
  • Kit de primeiros socorros;
  • Rádios de comunicação.

Agora que você já sabe tudo sobre saltar de Bungee Jump, está pronto para encarar essa dose de adrenalina?